Amapá e Rio Grande do Norte ficam com nota zero em transparência
CGU apresentou dados sobre a transparência no Brasil Elza Fiuza/Agência Brasil

Relatório da CGU ainda aponta que 63% dos municípios não disponibilizam seus dados

 

Levantamento feito pela CGU (Controladoria-Geral da União) aponta que 63% das cidades e dois estados tiraram nota zero em transparência pública. Esse é o resultado de um índice lançado pelo órgão nesta sexta-feira (15), para lembrar os três anos de vigência da Lei de Acesso à Informação. Batizado de Escala Brasil Transparente, o índice mede a transparência pública em estados e municípios.

De acordo com a CGU, foram avaliados 492 municípios com até 50 mil habitantes, todos os estados, capitais e o Distrito Federal. Do total de cidades analisadas, 424 ainda não regulamentaram os dispositivos que permitem à população ter acesso aos dados dos órgãos públicos. Conforme o índice, 23% das cidades ficaram com notas entre 1 e 2. Apenas sete municípios, tiraram notas entre 9 e 10 (1,4%), sendo cinco da região sul. O município de Apiúna (SC) e a capital paulista receberam a nota máxima.

ranking Escala Brasil Transparente atribui notas de 0 a 10 a estados e municípios após análise dos critérios de “regulamentação da lei” e “efetiva existência e atuação de serviço de informação”. No caso dos estados, Ceará e São Paulo foram os mais transparentes do país, ambos com nota máxima, seguidos do Paraná (9,72), de Sergipe (9,31), de Santa Catarina (9,17) e do Rio Grande do Sul (9,17).  Em contrapartida, Amapá e Rio Grande do Norte figuram no final da lista, com nota zero.

Transparência em órgão público precisa melhorar, diz ministro-chefe da CGU

Para definir o índice, a GCU fez a seleção aleatória dos municípios, incluindo todas as capitais. Nesse levantamento, foi verificado o atendimento à Lei de Acesso à Informação somente por parte dos executivos estaduais e municipais. As câmaras e assembleias bem como os judiciários locais não formam alvo do estudo.

No caso das capitais, as três mais transparentes foram São Paulo (SP), Curitiba (PR) e Brasília (DF), com notas 10; 9,31; e 8,89, respectivamente. Macapá (PA), Porto Velho (RO) e São Luís (MA) receberam nota zero.

Leia mais notícias de Brasil e Política

Na avaliação do ministro da CGU, Valdir Moysés Simão, a lei “pegou”.

— Os resultados não devem ser um panorama de que a lei não foi efetiva. Há um esforço enorme de expansão e utilização da lei. Menos de 10% dos municípios pesquisados têm uma lei efetiva, que seja aplicada e cumprida na forma que foi estabelecida. Essa é uma fotografia tirada em um determinado momento que deve melhorar e se transformar em um filme.

De acordo ele, a CGU desenvolve um programa de parceria com os municípios, sem custos, para que eles desenvolvam os mecanismos de acesso à informação. 


 

destaque

enquete
Você é a favor da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos?
Não - 23.5%
Sim - 76.5%

Total de votos: 51

publicidade

Copyright © 1999-2019 - TV Castanhal

Castanhal - PA - CEP 68743-100
(91) 3711-0946 | (91) 98830-9871 | (91) 98922-8924 | (91) 98830-9867 - comercial@tvcastanhal.com.br